Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

Toxinas da alma

 

 

É na suavidade dessa terra molhada que procuro a essência, um bocado de nada.

Há sonhos que passam por nós na fantasia de uma vida idealizada, na realidade de um espírito perturbado.

Há dias em que o antes se repete e escurece e magoa.

 

E tu onde estás, amigo de todas as horas?

Sinto-me tão pequena, tão frágil, tão inocente.

Preciso apenas de uma parede fria e consistente.

Preciso apenas de um pedaço mais pequeno que eu. Preciso de não ser isto, de não ser só isto.

 

Um isto repleto de feridas, grandes demais para a possibilidade que suporto.

Preciso apenas de um olhar direto, frontal, quente, que prefure tudo aquilo que eu sou e que seja capaz de ler a complexidade destas gramas, destes quilos pesados em disfarce. Ou talvez não precise de nada.

Talvez seja a apatia um estado de vida, um ser dominante.

 

A bandeira está a meia haste. Bamboleia ao sabor da brisa furiosamente quente.

Está tudo a um terço da metade, porque o inteiro não chega. Porque o inteiro não é.

Os meus fragmentos estão por aí, no canto de uma ruela, no preto sujo da calçada.

Sinto-me toda à deriva. Toda eu, feita em pedaços gelatinosos de melancolia.

Sinto os movimentos de torsão, o vento a invadir-me a pele a desvendar-me a alma.

A chuva já não molha estes arrepios reconfortantes, esta vontade de cruzar uma ponte oblíqua.

Hoje chove e eu fico parada, a arrefecer, calmamente, as pequenas brasas de uma chama que há muito adormeceu!

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D