Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O Natal és tu!

«O Natal és tu, quando decides nascer de novo em cada dia e deixar Deus entrar na tua alma.
A árvore de Natal és tu, quando resistes vigoroso aos ventos e dificuldades da vida.
Os enfeites de Natal és tu, quando as tuas virtudes são cores que enfeitam a tua vida.
O sino de Natal és tu, quando chamas, congregas e procuras unir.
És também luz de Natal, quando com a tua vida iluminas o caminho dos outros com a bondade, a paciência, a alegria e a generosidade.

 

Reivindicar o Amor

Para muitos, a época mais especial do ano aproxima-se. Para outros, não existe sequer esperança no dia seguinte.

É assim que o mundo é. É assim que a vida se comporta.

Uns são ricos, outros são pobres. Uns têm saúde, outros lutam por ela.

Uns têm família, outros têm-se a si mesmos. Uns têm sorte, outros menos juízo.

Existem ainda aqueles que, aos nossos olhos, têm tudo o que é preciso para se sentirem felizes, mas, ao invés disso, se sentem vazios. As suas vozes não se ouvem durante a consoada, os presentes desinteressam-se pelos embrulhos, a chama vai cessando e o fumo surgindo em pequenas névoas de esquecimento.

A lareira vai-se apagando…

 

Este ano o Natal vai ficar pelo caminho para muitas pessoas.

Sim, infelizmente, é verdade.

Muitas crianças não vão ter presentes porque lhes falta, entre outras coisas, alimento: o que nutre o corpo e o que acalenta a alma.

 

 

Dia Internacional do Blog

Celebra-se hoje, dia 31 de Agosto, o dia internacional do Blog e, como é óbvio, eu não podia deixar, de forma alguma, que esta data passasse em branco. 

Segundo li, nas minhas pesquisas, ficou, de certa forma, estabelecido que, neste dia, todos os bloggers deveriam de colocar uma mensagem em que divulgassem outros blogs, em especial nesta data tão importante para todos aqueles que, diariamente, partilham um pouco de si e ocupam parte do seu tempo a dar vida aos seus respetivos cantinhos.

Contudo, antes de o fazer, gostaria apenas de salientar o quão feliz este blog me torna, o quanto recebo dele diariamente, o quão é, para mim, libertador.

Aprendi muito com "O meu poema". Aprendi a expressar-me de uma outra forma e com isto tive a oportunidade de conhecer outras histórias e tantas outras lições de vida.

Este é o local onde é permitido rir à gargalhada, chorar compulsivamente, voar pela mão dos sonhos... Tudo nos é permitido graças às pessoas que leem os nossos blogs, ao espírito de equipa e à fantástica relação que se estabelece com os autores dos blogs que vamos visitando e seguindo atentamente.

A verdade é que conheci pessoas absolutamente incríveis por aqui que tornaram cada momento ainda mais especial.

Tudo isto é possível graças a esta excelente equipa que é o SapoBlogs. Eles que estão sempre dispostos a ajudar e a resolver todos os nossos problemas, esclarecendo-nos todas as dúvidas. Eles que estão sempre prontos a inovar, com vista a que nos sejam fornecidas todas as ferramentas necessárias para que  possamos construir o nosso espaço e partilhá-lo com todos aqueles que estiverem dispostos a recebê-lo.

Obrigada a todos vocês!

 

Deixo-vos, por fim, uma lista de 10 blogs que sigo diariamente e que considero inspiradores. 

10 blogs criados por pessoas incríveis, pelas quais tenho um enorme carinho e apreço!

 

 

Na próxima paragem

Conheço-te bem: os traços cravados na palma da mão, o olhar distante, o cabelo rebelde, o mistério à deriva.

Sonho contigo, mesmo que acordada: as corridas matinais à beira mar, a areia molhada, a alma vazia…

Penso em ti, irremediavelmente: os gelados partilhados, os segredos divididos, os banhos de sol, a neve a derreter por baixo do calor dos nossos pés.

Penso, como se visse numa tela um futuro a passar em câmara lenta. Sonho, como se fosse realidade o cruzamento dos nossos dedos, o enlace dos nossos gostos, a fusão dos corações, o preenchimento da alma.

Sinto, como se vivesse essa ilusão: as páginas da nossa história, o diário dos nossos desencontros, os olhares reluzentes, as palavras a negrito, a pontuação descuidada, o sentimento em número ímpar.

 

 

Em versos alheios #21

«Foi nessa idade que a poesia me veio buscar

Não sei de onde veio
Do inverno, de um rio
Não sei como nem quando
Não, não eram vozes
Não eram palavras
Nem silêncio
Mas da rua fui convocado
Dos galhos da noite
Abruptamente entre outros
Entre fogos violentos
Voltando sozinho
Lá estava eu sem rosto
E fui tocado.»

 

                       Pablo Neruda

Em versos alheios #16

«Se você está a percorrer o caminho dos seus sonhos comprometa-se com ele.

Não deixe a porta de saída aberta, através da desculpa: "Ainda não é bem isto que eu queria". Esta frase guarda dentro dela a semente da derrota. 
Assuma o seu caminho.

 

 

Corram! O meu poema está no Facebook!

Captura de ecrã total 18072016 192927.bmp.jpg 

  O meu poema 

 

Bom dia, queridos leitores!


Há precisamente dois meses (re)criei este blog. Dei-lhe uma nova cara, uma nova essência, uma nova força.

Desde então, sinto-me ainda mais realizada, essencialmente, por poder partilhar com todos vocês aquilo que sou, aquilo que sinto, as personagens que crio, os muitos "eus" que dentro de mim se encerram.

 

Há precisamente dois meses deixei que o mundo me pudesse conhecer, assim... sem medos, sem reservas, sem vergonhas e o balanço só pode ser positivo.

 

 

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D