Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

Parte, para toda a parte

Parte, para parte incerta

O amor que não acerta

Parte, junto ao vento

Solstício, sonho, alimento

 

Parte, vai em busca do calor

Onde floresce uma flor,

Onde cessa a tempestade,

Onde mora a cara-metade

 

 

Parte, para escrever sem intromissão,

Nas linhas, a confissão

Do que cresce e prolifera,

Seja realidade ou quimera

 

Parte, sem parte,

Todo um gesto de arte,

Toda uma música para se ouvir,

Todo o tempo para se descobrir

 

Parte, aquilo que tu sentes,

Sentimentos nunca em mim presentes,

Dúvidas, perguntas, sorrisos imaginários,

Esse amor que é dos visionários,

 

Parte, sem futuro nem constante,

O desejo que, doravante,

Será a luz do teu amanhecer

Mas não partas tu, tu que tens tanto amor para viver!

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D