Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

Numa infância perdida...

 

Lembro-me  de construir castelos na areia, lembro-me de apanhar todas as conchas que o mar devolvia, na brisa da manhã, ao areal.

Sempre apanhei as conchas todas, sempre as guardei, religiosamente, naquele balde de toda a vida, onde se encontra o cheiro do mar, o brilho do céu.

Acreditava tanto que lá estariam todos os meus sonhos, que ainda acredito!

Acredito nos sonhos que deixei naquela areia fina, das pegadas que marquei naquele pedaço de esperança esfarelado. 

 

Lembro-me sobretudo, de acreditar nos meus sonhos. Lembro-me de pensar que tudo na vida era um musical, um conto de fadas, um romance com metade das páginas em branco, para que pudesse ser eu a rabiscar as minhas verdades abstratas, construindo o meu destino.

 

Eu já fui o melhor do mundo.

Agora não sou. Agora cresci. Agora sei. Agora não sei.

E hoje, «só sei que nada sei»!

Hoje, revejo naquele olhar incrédulo, aventureiro e curioso, a minha ansiedade, a minha pressa de ser o que gostaria de ser e não o que sou. 

Um mundo a parte, subtraído e multiplicado, fácil, com e sem porquês. 

O sonho acordado, as perguntas básicas, a assertividade, o desconhecimento da mentira,  o instinto...

 

É nelas, nessas criaturas que transpiram felicidade e pureza, que se encontra a sabedoria.

Somos o espelho das crianças que já fomos.

Mas será que a «criança que fui se orgulha do que sou?»

 

Não sei, porque:

«A criança que fui chora na estrada.

Deixei-a ali quando vim ser quem sou; 

Mas hoje, vendo que o que sou é nada,

Quero ir buscar quem fui onde ficou.»

 

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D