Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

Hoje não escrevo mais!

Hoje não escrevo mais.

O dia foi curto!

O nevoeiro pairou sobre o ar, o sol fechou-se e encandeou a margem do que em mim é barreira.

Não mudei de direção, fiquei presa a um futuro que não aconteceu. Fiquei afastada pelos pensamentos de um passado impróprio para consumo.

E teimo e anseio e até quero morrer envenenada, deixar-me intoxicar pelo que não conheço, sem ter que me retrair.

Deixar-me ir, nas ondas daquela abraço onde cabem todos, mas onde, apenas eu, sou o encaixe perfeito.

A tinta acabou, borratou, desviou, marcou, sujou o nosso destino.

 

Somos dois pontos, sem princípio mas com fim.

A semirreta da vida, a semirreta da estrada, à procura de um cruzamento, de uma cedência de passagem, de um agradecimento mútuo e sôfrego.

O papel acabou.

Desta vez, nenhum lugar para uma história, nenhum espaço, nenhuma desculpa.

Somente a tristeza de não ter mais por onde dar asas à imaginação. Somente a tristeza de não ter mais espaço para traçar uma perpendicular.

A vida é injusta e a geometria também.

Sempre fui a tangente. A tangente daquele ponto, que nunca coincide, o problema que não se quer resolver, o medo da genialidade.

Hoje não escrevo mais.

As palavras estão fora do papel, em forma de constelação sem rumo, sem forma ou entendimento.

E aqui está frio, menos cinco graus neste pedaço de pensamento alucinado. Menos vinte e oito graus neste pedaço de sobrevivência.

Hoje não!

Hoje não escrevo mais.

A tinta secou dentro de mim!

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D