Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

O meu poema

O blog em que o sonho é o principal verso da vida. O ser humano na sua essência. Os sentimentos à flor da pele. O tudo e o nada.

Em análise (2) - Cartas para Sam

A partir do primeiro minuto de leitura deste livro, comecei a colocar profundas questões sobre a minha vida. E, no segundo minuto, sabia que ele estava a falar tanto para mim, como para o Sam. Mas, ao terceiro minuto, esqueci-me inclusive de que estava a ler e senti-me mais como se estivesse na grande sala de aula que é a vida, aprendendo lições que guardarei para sempre.

Depois deste testemunho dado pela autora Rachel Simon, pouco mais posso dizer sobre “Cartas para Sam” porque me revejo nas palavras e, sobretudo, nas motivações que a levaram a proferir este comentário.

 

A verdade é que, deste livro, não posso fazer uma “análise crítica” embora existam, claro está, peripécias descritas de formas mais ou menos apelativas. No entanto, quero apenas dizer-vos que li este livro, do princípio ao fim, com o coração. Um coração que sentia cada palavra e a interiorizava com gratidão. As inúmeras cartas escritas por este avô, que podemos ler neste maravilhoso "legado", despertam o melhor que há em cada um de nós e do fundo do nosso ser crescem uma profunda admiração e carinho por este homem maravilhoso e pelo seu neto, igualmente, especial.

A relação entre ambos lembra-nos os momentos doces que, também nós, vivemos ao lado dos nossos avós.

O respeito, o amor, a contemplação com que os olhamos traduz tudo aquilo que meras palavras não são capazes de descrever e é por isso que este livro é indescritível, porque nos lembra da efemeridade da vida, porque nos recorda que um dia apenas teremos memórias dos momentos partilhados com os pais incríveis dos nossos pais!

E quantos nós gostariamos de os poder ter sequer conhecido?

Aflora, inevitavelmente, uma grande estima pela verdade das palavras e pela vida estoica de Gottlieb,a força genuina que associamos aos cabelos brancos de uma vida repleta de histórias, às verdadeiras lições inscritas nas pequenas rugas de diversas profundidades que nos são bem familiares...

Este livro descreve uma vida de partidas, adversidades que se tornaram nas maiores fortalezas deste psicólogo. A grandeza que Sam herdou.

Sim, porque o amor, a força, a autenticidade e a garra vêm de nós e surgem também da forma como somos educados.

Com este livro aprendi que não são o autismo ou uma cadeira de rodas os entraves e limites da nossa vida.

Percebi a importância que a aceitação, a compreensão e a perseverança podem ter na forma como encaramos as circunstâncias a que somos expostos.

Ficamos sem chão muitas vezes, mas ficar sem um caminho por onde seguir apenas depende de nós e da força com que decidimos percorrer este ensaio chamado “vida”.

“Isto de ser humano é como uma casa de hóspedes” e só quando os convidarmos todos a entrar poderemos verdadeiramente conhecer todas as texturas deste presente divino.

Cartas para Sam é o manifesto de uma mente brilhante dentro de um coração gigante.

                                                                                                                                 Gerda Weissmann

 

Deixem-se apaixonar pelas palavras simples mas pronfudamente sábias de Daniel Gottlieb e descubram nelas um guia.

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Seguir perfil

A ler:

Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D